Ajudar e Ser ajudado

Aqueles que acompanham nosso trabalho sabem que este final de semana realizamos o segundo bazar brechó beneficente em prol da Cherry, sucesso graças a Deus e a solidariedade das pessoas.

Mas, afinal de contas o que isso tem haver com o titulo da postagem? Tudo, em quanto estávamos  ajudando Cherry, apareceu um cachorro ( vulgo Tigrado) pedindo ajuda.  Tigrado é  mestiço com Pit Bul, bonito, charmoso, “falante” e conhecido por todos do centro.

Pelo porte sei que era alimentado, mas como a maioria dos cães de rua, nunca teve lar. E este era seu pedido, cama para dormir e descansar com tranqüilidade (nas ruas eles estão sempre em alerta, já que geralmente apanham, são expulsos, enxotados,  etc.), em noites geladas a procura por  lugar seguro e quentinho é decisiva. Assim Tigrado se alojou no bazar, e nos o deixamos dormir lá aquela noite. Claro, depois Tigrado foi recolhido.

Mas a historia não termina aqui. Dia depois de acolhermos o peludo, entrou uma mulher no bazar, olhou e perguntou sobre o objetivo da ação. Explicamos e a conversa engatou, foi quando nos relatou o desespero da irmã (apaixonada por animais, mas, sem espaço em casa, cuida dos bichos nas ruas como pode) com o sumiço de um cão que auxiliava há dias. Sim era Tigrado.

Esta foi só uma das coincidências do dia, há muito tempo tentamos montar uma casa de passagem (não temos abrigo), para animais doentes que são recolhidos e precisam de tratamento antes da doação. Pois é, ela nos ofereceu um local (gratuitamente) para realizarmos nossa meta.  Estamos analisando a melhor forma de tornar tudo isso realidade.

Essas passagens da vida nos fazem  acreditar em coisas como no trecho da Oração da Paz de São Francisco de Assis: “Pois é dando que se recebe...”, é ajudando que se é ajudado!!!